MÉDICOS CUBANOS: CUSTOS TRABALHISTAS

José Pastore

Resumo


Li nos jornais que o governo se assustou ao saber que o subterfúgio da "bolsa-formação" a ser usado para remunerar os médicos cubanos não está isento do recolhimento das contribuições previdenciárias. O aviso veio da Secretaria da Receita Federal. O órgão alertou que a importância mensal paga aos médicos constitui salário e, como tal, está sujeita ao recolhimento ao INSS de 11% pelos contratados e de 20% pelo contratante. Para o governo, a despesa mensal subiu de R$ 10 mil para R$ 12 mil por médico.

(...)

Palavras-chave


Contribuição previdenciária, encargos sociais, ações judiciais, danos morais, CLT, Mais Médicos

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.