O PAPEL DOS CONSELHOS

Desiré Carlos Callegari

Resumo


Os Conselhos de Medicina se mantêm autônomos e independentes na avaliação das políticas públicas. Como instâncias que integram o Estado brasileiro, conforme determina a Lei 3.268/57 que os criou, não poderia ser diferente. Isso implica dizer que suas existências preveem a defesa da boa prática médica e da qualidade da assistência para a população, sob qualquer circunstância. (...)


Palavras-chave


Conselho, Medicina, fiscalização, prática médica, política.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.