UTILIZAÇÃO DE MICROAGULHAMENTO POR PROFISSIONAIS NÃO HABILITADOS

Ewalda Von Rosen Seeling Stahlke

Resumo


Em e-mail encaminhado a este Conselho Regional de Medicina, médico formula consulta com o seguinte teor:

“Gostaria de tirar uma dúvida. Hoje fui informado por uma paciente que uma esteticista da cidade estaria aplicando toxina botulínica. Teoricamente esse botox estaria sendo fornecido por um clínico geral de município do interior paranaense. Ela alega executar uma técnica chamada micropuntura, mas de fato, estaria aplicando a toxina. A impressão que me passou é que ao invés de cobrar R$900,00 por uma aplicação a cada 6 meses, estaria aplicando, mensalmente, doses menores e cobrando R$150,00 por aplicação. O difícil, ao meu ver, seria comprovar o caso, uma vez que o médico de Assaí aplica a toxina semanalmente nessa clínica. Então, mesmo que fosse feita uma averiguação, ela poderia alegar que ela aplica a toxina botulínica, mas ele sim”.


Palavras-chave


Microagulhamento, micropuntura, técnica invasiva, habilitação, toxina botulínica

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.