INSTITUTO BRASIL DE MEDICINA

Luiz Ernesto Pujol

Resumo


As demandas impetradas pelos órgãos representativos da classe médica contra as improvisações de “políticas governamentais cosméticas”, na área da saúde, têm mostrado ineficácia frente à inércia e ao não comprometimento dos parlamentares em geral e, lamentavelmente, também de alguns médicos atuantes nos parlamentos, os quais deveriam apoiar as legítimas reivindicações de sua classe profissional, mas não o fazem.


Palavras-chave


Política, assistência, parlamento, representatividade, medicina, médicos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.