n. 32 (2013)


Capa da revista
A capa desta edição do IÁTRICO sugere uma questão: o que é mais importante, ler a realidade, ou seja, ter um ver treinado, a tal observação; ou ter um ensinamento por palavras. Claro que é uma falsa questão. Aprender a ver, à parte o componente genético, é um exercício que deve ser exercido desde tenra idade, e quanto mais formos estimulados a discriminar pelos sentidos mais aptos estaremos a fazer do ensinamento linguístico algo profundo. Noutra palavras e em duplo sentido, nos categoriza a assimilar melhor essa realidade e a refletir sobre a mesma. Não somos tabula rasa ao nascer, já que a genética importa e muito; mas, quando embebidos no caldo da cultura humana exposta nos livros, mais alicerçados estaremos para escrever o livro aberto de nossas próprias vidas, sempre incluso e com fim incerto, mas único e rico à maneira de cada qual. Portante, às leituras.


ISSN: 2237-9762